sexta-feira, 18 de março de 2011

Noso Lar - O Estudo (parte 2)

Irmãos e Irmãs, muita paz e sabedoria a todos nós e que os espíritos superiores possam ajudar-nos nesse estudo.


Para que possamos, finalmente, entrar no estudo de "Nosso Lar" quero propor uma legenda. Todas as vezes que estivermos, neste estudo, citando o livro "Nosso Lar" a palavra ficará entre aspas duplas (" "). Quando eu estiver me referindo à cidade espiritual de mesmo nome não colocarei aspas. Combinado ? Então Simbora...


Antes de iniciarmos o livro propriamente dito  vou pedir desculpas e paciência para que possamos entrar em outro assunto muito intrigante e que completará nosso aprendizado: As dimensões espirituais. Mário Frigéri, baseado em "Nosso Lar", escreveu "As sete esferas da Terra". Lembremos que o próprio André Luiz já nos fala da existência de sete dimensões espirituais e Mário Frigéri disseca o assunto em seu livro como nunca vi (em minhas precárias leituras) ninguem explanar. Na escala que se segue vou expor as dimensões em ordem sendo que a primeira é a de menor grau de evolução: Abismo --> Trevas --> Crosta --> Umbral --> Arte, Cultura e Ciência --> Amor Universal --> Diretrizes do Planeta.


Falemos um pouco dessas esferas (que Mário, extremamente didático, compara as esferas às camadas de uma cebola. Recomendo-o). Antes de qualquer coisa, que fiquemos ciente que estamos na esfera Umbralina, ou simplesmente Umbral. Sobre as esferas acima da nossa, pouco sabemos alem de dizer que Arte, Cultura e Ciência está logo acima de Nosso Lar. Por suposição a mãe de André Luiz, em "Nosso Lar",  um espírito de ordem superior, reside nesta esfera. Sabemos tambem que Cristo reside na esfera de Diretrizes do Planeta e que essa esfera é responsável pelo planeta como um todo e por se relacionar com outros planetas de similar desenvolvimento. Ainda sobre essa esfera e segundo Humberto de Campos, no livro "Boa Nova", logo no primeiro capítulo, nos é permitido saber um pouco mais sobre a aproximação da esfera onde Jesus vivia e que essa aproximação levou séculos até que finalmente Cristo pode reencarnar.


Chico falava que a esfera em que vivemos fica muito próxima a zona das trevas e que Cristo pretendia nascer nas Gáleas. Quando as trevas perceberam, viraram Júlio Cezar contra as Gáleas e este dominou-a. Foi quando Cristo decidiu nascer na Galiléia (diminutivo de Gálea). Chico ainda falava: "Veja a figura de Cristo, com seus cabelos longos, a nazarena, não parecia um francês ?" Ahhh. Esse Chico....


Quanto às esferas denominadas sub crostais, ou seja Abismo e Trevas respectivamente tambem pouco nos foi dada a permissão de saber, posto apenas que com a literatura que temos em mãos sabemos que se dá nas zonas interiores à Terra. Dentro mesmo. Àquelas áreas que, em ciências estudamos e que seus nomes são Manto e Núcleo e que seria 'impossível' de haver vida nessas regiões. Pois bem, André Luiz, em Libertação, relata uma visita que fez no interior da Terra, na dimensão das trevas. Quero ressaltar que  não estou delimitando às zonas espirituais com a que aprendemos na escola. Quero apenas ilustrar onde ficam as trevas e o abismo. Tambem sabemos que os povos que lá vivem têm a necessidade de viver em cidades, tais como nós, e que são ainda mais materialistas que nós e portanto, sua forma é ainda mais densa. 


Para nós, que não conseguimos conceber uma existencia mais material ou menos material fica difícil até de acreditar, mas, apelando para a ciência podemos encontrar "muletas" para nos apoiar. Já foi cientificamente provado que, durante o movimento de rotação da Terra, é produzido um som tão alto que, se ouvíssimos ficaríamos surdos. Então, para mim é tão clara a existência de irmãos mais grosseiros a alguns palmos abaixo de nós como é clara a existência de seres menos grosseiros a alguns palmos acima. Aliás, se deixarmos nosso egocentrismo de lado, se deixarmos de ser tão incrédulos, se deixarmos de acreditar apenas naquilo que nossos pobres sentidos nos fornecem, perceberíamos que Deus, em sua sabedoria infinita, não poderia proceder de outra maneira. O próprio André Luiz nos diz que cada planeta tem a sua escala evolutiva implícita (me desculpem, recorro a memória mas não lembro em qual livro André Luiz relata isso.)


Quanto às umbralinas , antes de explicar a esfera, expliquemos seu significado. No Michaelis, Umbral significa portal, limiar, ombreira da porta. Portanto, apesar do nome ser meio assustador, o significado é bem mais apaziguante. Estamos alí, no limiar e portanto ainda há esperança (risos). Podemos dizer que é uma esfera de provas e expiações (mais expiações, de vez que estamos mais vinculados ao nosso carma do que provas que nos servem para elevação espiritual. Ou seja, estamos mais quitando débitos do que qualquer outra coisa). O umbral se subdivide em umbral grosso, que é a zona mais próxima da Crosta e, portanto de matéria mais densa e umbral fino (onde está localizada a cidade de Nosso Lar).


Mas, espere aí Alt... Voce não falou sobre a Crosta. Foi direto para o Umbral. Sim, é verdade. Pois imaginem que se para o próprio André Luiz ficou difícil definir onde terminava a Crosta e iniciava o Umbral, não serei eu que arriscarei isso. O que posso dizer a respeito é que, na perfeita comparação do próprio André, seria como um sanduíche e vivemos entre o umbral e as trevas. Eis a Crosta.


Não há linhas nítidas de separação entre as esferas. Dizem os Espíritos que, em qualquer dimensão em que nós estivermos, teremos sempre terra firme sob os pés e céu aberto acima da cabeça. Aqui reside um dos motivos para que muitas pessoas não percebam que desencarnou


Para passar de um plano inferior para outro, superior, nosso corpo espiritual, o perispírito, tem de perder peso específico. Isso só é possível com a sublimação do Espírito. Quanto mais evoluído moralmente, mais leve é seu peso específico. Quanto mais leve, mais condição ele tem de subir.




Por que tudo isso acontece? A matéria física é nosso único ponto de referência. Nós imaginamos que o mundo espiritual é uma cópia do nosso, mas não é. A Terra é que é uma cópia imperfeita do mundo espiritual. O que existe aqui embaixo existe lá em cima constituído da matéria característica de lá. Tudo isso foi relatado por André Luiz em Nosso Lar, há sessenta anos. Só que a gente lê e passa por cima. Não presta atenção. A gente se detém na história, no enredo. Na novela. Não corremos atrás de novas literaturas para complementar as informações que ali estão e que nos permitem aprender o que de fato interessa.
Agora que já falei um pouco sobre as esferas, poderemos falar um pouco sobre o desenlaçe de André Luiz, iniciando "Nosso Lar". É fato que André fica 8 anos no umbral e o descreve muito bem. Tão bem que assusta. Aí várias pessoas comentam: "quando eu 'morrer' não quero passar para o umbral". Pois então que fiquem tranquilos todos os que tem medo de passarem para o umbral. Não passará ! Já está ! Salvo àquele que ascenda feito um foguete, dando uma 'piscadela' e um 'tchauzinho' para André Luiz, Clarêncio, Veneranda, por exemplo. Infelizmente não é meu caso. Nosso Chico falava que cerca de 3/4 (tres quartos) dos espíritos que desencarnam ficam presos à Terra, e, acreditem, os espíritas estão envolvidos.
 
Tambem é pelo mesmo motivo que ao desencarnar André Luiz recebeu a dádiva de poder conversar com sua mãe, que habitava num plano superior. Porém, relembremos que ele fez isso dormindo, pois foi a única maneira encontrada para que sua alma pudesse ser emancipada.


Eu iria continuar, falando um pouco sobre André Luiz dando-se conta de si mesmo nas zonas umbralinas, mas, acho que já temos bastante material para discussões, não é ? Para o próximo post falaremos sobre isso. Vamos começar devagar. Se as coisas forem fluindo bem a gente aumenta a quantidade de informação. Se ficar muito mal a gente abre um fórum de discussão. Não esqueçam, eu não sou o dono da verdade, vamos discutir o assunto.


Muita paz, muita luz e presença de Cristo em nossos corações.


Alt.

Um comentário:

luciana disse...

Meu amigo, escelente artigo, tenho aprendido muito nessa leitura. Deus te ilumine. Kiss